Ponte no Parque Brasília é liberada após reparo

Os reparos foram feitos pela Administração Regional 2, pertencente à Secretaria Municipal de Serviços Públicos.

De acordo com a direção da unidade, apesar de faltar serviços de acabamento, a passagem foi liberada ao tráfego para não prejudicar mais os moradores do Parque Brasília, que utilizam o local para atingir outros bairros.

Reparos

A obra na passagem englobou a instalação de 14 aduelas de concreto de 3,10 por 3,40 para ampliar a vazão das águas do Córrego São Quirino que passa no local.

Devido ao estreitamento do seu leito nesse ponto, aconteciam freqüentes alagamentos nas residências das proximidades no período de chuvas. A ponte tem aproximadamente 14 metros de largura e 6 de extensão.

Além da estrutura, o projeto abrange reparos no piso e no corrimão da passagem. Conforme os técnicos, se o tempo permanecer bom, os serviços de arremate e a construção de barragens (sacos contendo areia e cimento) nas laterais para evitar erosão do terreno serão finalizados no prazo de 15 dias.

Coleta seletiva

A Administração Regional 5 e o Departamento de Limpeza Urbana (DLU) viabilizaram nesta sexta-feira, dia 7, a instalação de um container da coleta seletiva próximo ao túnel que faz a ligação dos jardins Garcia e Pacaembu.

O material que será depositado pela população nesse recipiente coletivo será direcionado à Cooperativa de Reciclagem de Resíduo Santo Expedido que funciona na Vila Castelo Branco.

Será desencadeada no próximo dia 22, uma operação nos bairros da região para recolher material reciclável que será entregue à cooperativa. O trabalho reunirá esforços da AR 5, DLU e a comunidade.

Ir para topo