História

A IMA (Informática de Municípios Associados S/A) é uma empresa de economia mista, criada em 9 de Julho de 1976 com o objetivo de realizar o processamento de dados para a Prefeitura de Campinas e para empresas e autarquias a ela ligadas, além de outros municípios da região.

A partir de meados da década de 1980, ela passou também a oferecer soluções que contribuíam para a melhoria da gestão administrativa e do atendimento à população, sendo pioneira no Brasil no desenvolvimento de sistemas como o Serviço 156, uma linha direta entre os cidadãos e o Poder Público. Outras soluções desenvolvidas naquele período, que permitiam a otimização no agendamento de consultas nos Centros de Saúde e o controle do fluxo de ônibus em Campinas, também foram inéditas e inovadoras.

Paralelamente, a empresa continuou prestando serviços na área de Processamento de Dados para Prefeituras e empresas. Em 1982, ela passou a ser responsável pela Imprensa Oficial de Campinas, editando o Diário Oficial do Município, que recentemente deixou de circular em papel, passando a ser acessado somente pela internet, com autenticação eletrônica.

Na primeira metade da década de 90, a IMA tornou-se referência nacional em tecnologia de geoprocessamento, lançando, em outubro de 1992, o Imageo, uma base cartográfica do Município de Campinas com informações georreferenciadas. Este foi o primeiro produto comercializado pela IMA. A área de geo, inclusive, tem ganhando novo impulso na empresa, uma vez que, no início de 2011, ela assumiu a coordenação do projeto em Campinas.

No final dos anos 90, impulsionada pela necessidade de se preparar para enfrentar o Bug do Milênio, a empresa iniciou a migração de seus sistemas para plataforma baixa, investindo na microcomputação. Isso abriu um novo campo de atuação e, a partir de 2001, com a utilização de soluções baseadas em ferramentas de desenvolvimento livres, a IMA desenvolveu uma série de sistemas voltados para a Administração Pública.

De 2004 a 2008, a empresa passou a adotar uma postura comercial mais agressiva. Ela se estruturou para fornecer soluções a diversos municípios, investindo em qualificação da sua mão de obra e de seus processos. Em 2008, ela conquistou o MPS-Br SW - Nível F, que garante as melhores práticas internacionais no desenvolvimento de software. Em 2011, passou para o nível D.

Esse amadurecimento empresarial contribuiu para o fortalecimento e projeção da IMA no cenário nacional.

Foi nesse período que ela, aproveitando a sua expertise, passou a atuar mais fortemente na área de atendimento ao cidadão. Foram criados serviços altamente especializados e com alto grau de resolução no primeiro contato, como o Atendimento Tributário e o Disque Saúde.

Em 2010, a IMA também iniciou a estruturação da sua área de telecomunicações, conquistando a licença da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) para operar serviços de comunicação multimídia, ao mesmo tempo em que iniciou a construção de uma rede digital em Campinas. Na medida em que esta rede evolui, possibilita a oferta de conectividade gratuita à internet em pontos de interesse público e maior disponibilidade de acesso aos órgãos descentralizados da Prefeitura de Campinas.

No início do ano de 2013 foi criada na IMA a Coordenadoria de Comunicação, hoje transformada em Gerência.

Com a implantação desta Gerência, algumas ações foram tomadas, principalmente direcionadas à identidade visual, comunicação interna e informação de iniciativas tomadas pela empresa, o que contribuiu para a divulgação da marca IMA.

No segundo semestre de 2013 a IMA mudou para sua nova sede no bairro da Ponte Preta, ampliando suas instalações para cerca de seis mil metros quadrados de área construída, o que praticamente duplicou o espaço em relação ao edifício anterior. Além disso, passou a contar com grande parque de estacionamento e local de fácil acesso, longe dos congestionamentos do bairro em que se localizava a antiga sede.

Em setembro de 2014, foi executada a mudança do Data Center, do antigo prédio do Cambuí para a nova sede. A mudança ocorreu sem nenhum incidente, nem qualquer impacto negativo aos sistemas e serviços de TI e, principalmente, sem nenhum prejuízo aos cidadãos. Com a implantação de novos equipamentos servidores no novo Data Center da IMA, dentre os quais estão um Storage de alta performance com capacidade de 50 Terabytes e um chassis blade com 16 servidores integrados, foi duplicada a capacidade de armazenamento e de processamento aos sistemas de informação da PMC.

A IMA vem continuamente se capacitando para que seu crescimento seja sustentável. Nos últimos anos investiu na melhoria de seus processos e na qualidade de seus serviços, assim como na ampliação de sua área de relacionamento com clientes. As mudanças complementam a trajetória de crescimento e busca de qualificação que marcaram a história recente da empresa.

Tanto que, no final de 2014, a empresa conquistou o certificado de Melhoria de Processo de Software Brasileiro (MPS-Br) na categoria Serviços. A certificação Nível G, concedida pela Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro (SOFTEX), atesta a maturidade dos processos de serviços do ICI e a sua padronização de qualidade.

A IMA agregou ao longo dos anos, um histórico de prêmios conquistados:

  • Finalista do "Prêmio Gobernarte 2014: a arte do bom governo", oferecido pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), pelo uso da tecnologia para a inclusão social de populações vulneráveis a serviços públicos, alcançado com a plataforma colaborativa "Campinas e-você".
  • Prêmio "Destaque do Ano de 2014", pela importância no segmento de mercado Prestadores de Serviços/Governo - Médio Porte, segundo o anuário Informática Hoje, que tem por objetivo reconhecer as 200 maiores empresas de TI do Brasil. Este reconhecimento é o resultado do pioneirismo, qualidade e solidez que a IMA representa no mercado Nacional.
  • Prêmio TI&Governo 2008. Conquistado com a Prefeitura Móvel, tecnologia que permite conectar, via satélite, unidades móveis à Internet, contribuindo para a descentralização do atendimento.
  • VII Prêmio Excelência em Governo Eletrônico (Prêmio e-Gov - 2008). Conquistado com a Prefeitura Móvel, na categoria "Governo para Cidadão", conferido pela Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Tecnologia da Informação e Comunicação (Abep) e pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão.
  • Prêmio "Melhores do Ano, na categoria "Iniciativa do Ano", da Infoimagem 2005, com o desenvolvimento de uma solução que permitiu a digitalização e a visualização dos documentos do cadastro do ISSQN e do IPTU da Prefeitura de Campinas no computador.
  • Prêmio Conip Excelência 2016, na categoria "Serviços, com o desenvolvimento da solução Procon Digital.

Hoje, a empresa, que conta com aproximadamente 800 funcionários, está pronta para ampliar suas fronteiras e levar a outros municípios os avanços que o desenvolvimento tecnológico tem trazido para as áreas da Saúde, da Educação e da Segurança entre outros setores da Administração Pública Municipal de Campinas.  

Ir para topo